22 setembro, 2010

E se... o mundo fosse governado por hippies?

A moda seria abolida. Veríamos médicas de vestidos de alças e sandálias, banqueiros de peito à mostra e colares africanos ao pescoço, fato-de-treino, pijama, ou o que quer que lhes aprouvesse usar, ou não usar, pois andar nú seria permitido. Mais, não haveria um padrão de beleza - esta seria avaliada pelas acções de cada um, pela sua maneira de estar perante a vida.

Viveríamos em verdadeira comunidade. Se fôssemos na rua e tivéssemos frio, alguém se apressaria a dar-nos o seu casaco que não estava a usar, ou se tivéssemos fome, qualquer pessoa partilharia a sua comida connosco. As ruas, já que falamos nisso, estariam sempre limpas, e haveria muitos mais jardins, árvores e zonas verdes, com animais a correr livres de um lado para o outro. Estes animais, seriam da responsabilidade de todos, que os alimentariam à vez, como uma função colectiva. Não existiriam lojas, e as coisas seriam vendidas em barraquinhas ao ar livre, cobertas com lencinhos coloridos e alegres. 

Não haveria constrangimento ou vergonha. Sentados no metro, falaríamos com a pessoa sentada ao nosso lado como se a conhecêssemos. Assim, as pessoas seriam muito mais instruídas e abertas, aprenderiam a respeitar qualquer pessoa, e qualquer opinião. Extrairiam coisas novas das experiências de vida e dos conhecimentos dos outros, e saberiam argumentar e defender os seus pontos de vista de forma muito mais eficaz.

Teríamos paz perpétua. Os exércitos seriam abolidos, e as desavenças políticas resolver-se-iam com o cachimbo da paz, não só permitido como vivamente aconselhado a todos os cidadãos. Como consequência, existia menos problemas de stress, e desapareceriam muitas doenças como depressões e esgotamentos.

 Os crimes também desapareceriam, visto que viveríamos num ambiente de compreensão e respeito ao próximo. Não conseguiríamos fazer mal ao próximo, assim como não teríamos motivos para roubar, já que tudo seria partilhado por todos. Assim sendo, e visto que haveria à vontade com qualquer pessoa, poderíamos viajar à vontade para outras cidades nesse mundo fora, e bastava bater à porta de alguém para pedir abrigo, que este nos seria concedido. Se bem que, na realidade, a maioria das casas-edifício seria substituída por casas-caracol, sem morada fixa, que é como quem diz carrinhas pão-de-forma (movidas a energia solar, está claro!)

O meio ambiente ganharia muito mais importância - deixaria de haver lixo nas ruas, a reutilização de recursos seria algo natural, assim como a reciclagem, e a poupança. Usar-se-iam apenas energias renováveis, e acabar-se-ia com a poluição.

Se o mundo fosse governado por hippies? A política seria algo intrínseco em cada um de nós. Não haveria leis, não seria preciso.

1 comentário:

PauloMitchell disse...

Hippies , assim é que o mundo ficaria em paz!