24 setembro, 2010

As Dez Figuras Negras, Agatha Christie

 
«Um de nós... um de nós... um de nós...»
Estas palavras, infinitamente repetidas, matraqueavam hora após hora em cérebros receptivos. 
Cinco Pessoas - cinco pessoas assustadas. Cinco pessoas que se vigiavam umas às outras, que agora já quase não disfarçavam o seu estado de tensão nervosa.


E se dez pessoas fossem convidadas para passar um tempo numa ilha... sem conhecer o dono? E se essas pessoas começassem a morrer aos pouquinhos? O criminoso só pode ser um deles. Mas quem? 

Este é o primeiro livro que leio de Agatha Christie. Pelo que soube da autora, esta criou duas personagens que costumam rivalizar com Sherlock Holmes, sendo elas Hercule Poirot, e Miss Marple. Nesta história não entra nenhum dos dois, assim como não é uma história de detectives dita "normal". Isto porque neste tipo de histórias costuma haver algum problema que precisa de ser solucionado, enquanto que neste livro a procura da solução e o próprio problema são o mesmo. Todas as personagens procuram descobrir quem é o assassino, mas todas as personagens podem ser o assassino. Assim, a trama adquire um tom de mistério e suspense que de outra forma não adquiriria.

Um dos aspectos mais positivos do livro será, portanto, todo o jogo psicológico em torno das personagens - os seus medos, as suas suspeitas, as suas memórias. No entanto, acho que por vezes há uma repetição excessiva dos factos, que são repetidos inúmeras vezes. Também não gostei muito da forma como as personagens e a questão é introduzida ao público - através de cartas pessoais que todas as personagens receberam. Isto torna o início pouco cativante e quase confuso, por não se perceber muito bem quem é quem, já que se tratam de tantas personagens.

Tirando isso, posso dizer que Agatha Christie me cativou, pela forma como manteve o suspense e o mistério até ao fim, pela forma como explorou os sentimentos e pensamentos pessoais de cada uma das dez personagens. Posso com certeza afirmar que vou ler mais policiais desta autora. 

2 comentários:

Danny disse...

Agatha Christie é fantástica. Uma das minhas autoras preferidas.

Rui Bastos disse...

Adoro esta autora, e adorei este livro! Se queres ler mais, aconselho-te "O Assassinato de Roger Ackroyd" ;)