22 agosto, 2010

Ela

Queriam os ventos tocar.lhe os cabelos, queria o mar beijar os seus pés. Queriam os trovões conseguir o efeito do seu olhar zangado, queria o sol igualar o brilho do seu sorriso. Queriam os dias correr mais devagar, para não a ver desaparecer na noite, e queria a noite que fosse sempre lua cheia para banhá-la numa luz prateada.

Delicada de sentimentos, mas forte de vontade, deixa marcas profundas por onde passa, naqueles que beija e que adora, naqueles por quem luta e por quem chora. É nela que se escondem as nuvens negras do inverno, que solta quando a ferem. É nela que se deita o doce perfume da primavera, que vai espalhando com a alegria de uma fada.

É ela. Princesa encantada num tempo de bandidos e traficantes de droga. É ela.

Para a Nalu

2 comentários:

Nalu disse...

Ho meu amor...ta mesmo lindo..AMEIIII...
conhecer'te foi tao bom...e dificil encontrar alguem como tu...es tao doce, tao carinhosa, tens um coraçao tao doce...que cada um de nos se aconchega la dentro para cabermos todos com jeitinho :$
Espero que nao te esqueças de mim...pois eu tenho certeza que nunca me vou esquecer de ti...
Amo'te princesa :$

Danny disse...

que texto giro rebecca :)